Paraná

Hotéis e Pousadas

Diversidade em belezas naturais, cultura e gastronomia. A diversidade de paisagens, a fertilidade do solo, os usos, costumes e as características de sua gente, fazem do Paraná um Estado sui-generis e o coloca em privilegiada situação no cenário nacional.

Principais Destinos

Outras cidades

Curitiba,

Uma das metrópoles brasileiras mais prósperas, organizadas e com melhor qualidade de vida. Curitiba é um modelo em soluções de urbanismo, educação e meio ambiente. Eleita Capital Americana da Cultura, em 2003, pela Organização Capital Americana da Cultura e OEA. Cidade de cultura eclética e fortemente influenciada por imigrantes italianos, alemães, poloneses e ucranianos, dos quais descende a maioria da população de Curitiba. Esse fato é logo percebido por quem chega e nota a arquitetura, gastronomia e costumes locais.
Enfrenta hoje o desafio de grande metrópole, onde a questão urbana é repensada sob o enfoque humanista de que a cidade é primordialmente de quem nela vive. Seu povo, um admirável cadinho que reuniu estrangeiros de todas as partes do mundo e brasileiros de todos os recantos, ensina no dia-a-dia a arte do encontro e da convivência. .

Principais Pontos Turísticos:

Rua 24 horas;Teatro Guaíra;Ópera de Arame; Teatro Paiol; Torre Panorâmica; Memorial Árabe, Memorial Ucraniano; Memorial Japonês; Praça do Papa e o Bosque do Alemão.

Turismo Histórico

Paranaguá - Considerada o "berço da civilização paranaense", surgiu no Ciclo do Ouro, bem como as vilas de Antonina, Morretes e Guaraqueçaba. Atualmente Paranaguá guarda sua memória através do Setor Histórico que resguarda patrimônio dos séculos, XVI, XVII, XVIII e XIX, como a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, o Teatro da Ordem, a Fonte Velha, o antigo Colégio dos Jesuítas e os antigos sobrados coloniais da Rua da Praia.

Lapa - O tombamento de 14 quarteirões com 235 imóveis, foi tombado no ano de 1989, pelo Patrimônio Histórico Artístico Nacional. Além do casario colonial com arquitetura típica, resguarda ainda exemplares da arquitetura religiosa, como a Igreja Matriz de Santo Antonio, o Theatro São João, o Pantheon dos Heroes, a Casa de Câmara e Cadeia, entre outros.

Rota dos Tropeiros - Resgate histórico do antigo Caminho das Tropas ou da Mata, que iniciando-se em Viamão no Rio Grande do Sul, se estendia até Sorocaba em São Paulo. Foi o eixo do tropeirismo, ciclo econômico ocorrido nos séculos XVIII e XIX que fundou cidades como: Lapa, Palmeira, Tibagi, Ponta Grossa, Castro, entre outras. Atualmente formada por 16 municípios: Arapoti, Balsa Nova, Campo do Tenente, Campo Largo, Carambeí, Castro, Jaguariaíva, Lapa, Palmeira, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Porto Amazonas, Rio Negro, Sengés, Telêmaco Borba e Tibagi a Rota dos Tropeiros resgata os aspectos históricos, culturais, paisagísticos em um trecho de aproximadamente 500 quilômetros, agregando valor ao turismo regional e reunindo desde caminhos rurais, que passam por fazendas, cânions, montanhas, rios, até cidades, onde ainda é possível encontrar os costumes das diversas etnias que deram origem a região.

Turismo Cultural

Variadas são as opções culturais que o Paraná oferece. São museus, parques temáticos, memoriais étnicos, entre outros. Os teatros são muitos e espalhados por todo o Estado. Vão desde construções de madeira, os "Teatro Barracão", até a imponência do Teatro Guaíra passando por edificações feitas em outros séculos, como o Theatro São João da Lapa e o Teatro Municipal de Antonina, além dos de arquitetura original, como o Teatro Paiol em Curitiba. Diversidade de estilos é o que não falta, espaços culturais também não. Mas o símbolo maior de nossa cultura é a Universidade Federal do Paraná, a primeira do Brasil, fundada no início do século XX. Castrolanda, Carambeí, Witmarsum, Entre Rios e Prudentópolis, são verdadeiras vilas européias, com bem cuidados jardins, flores nas janelas, apego de seus habitantes ao folclore e amor ao cultivo da terra... É o nosso Paraná holandês, alemão, ucraniano. Rico também em alternativas é o calendário de eventos culturais. São festivais folclóricos, de etnias, de música, de teatro e de inverno, reunindo todas as expressões artísticas.


Turismo de Lazer

No Paraná as primeiras tentativas de se organizar o Turismo de Lazer, datam da época da II Guerra Mundial,na Ilha do Mel, seguida pela intenção de equipar Foz do Iguaçu, com o Hotel Cassino, para facilitar a visita às Cataratas do Iguaçu. A Estância Hidroclimática de Santa Clara, então com um modesto hotel da madeira também já recebia turistas, nas décadas de 50/60. Guaíra com suas Sete Quedas, se constituía em ponto de convergência de visitantes, do Brasil e países limítrofes. Ainda não podemos deixar de mencionar a atração que exercia, a Serra do Mar com seu contraste entre montanhas como o Pico Marumbi, e os abismos colossais apreciados na viagem de trem pela Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba.

E o Turismo de veraneio, quando notadamente curitibanos, iam, deliciar-se nos balneários de Guaratuba e Matinhos, cujo acesso era feito em uma "viajem de aventura" pela centenária Estrada da Graciosa. Vila Velha, também motivava um fluxo que, se deslocava até os Campos Gerais, por via férrea. Na década de 90, multiplicaram-se as ofertas de lazer, oferecidas notadamente no espaço rural, disponibilizando ao turista que demanda ao Paraná um múltiplo leque de opções.

Turismo Esportivo

Turismo Náutico - É uma atividade tradicional que se desenvolve em países turísticos e não turísticos que possuem recursos aquáticos, cuja principal motivação está associada ao litoral, rios e represas. Suas infra-estruturas fundamentais são: portos esportivos, tanto públicos como privados, com os respectivos equipamentos: de amarre, de assistência, estaleiro, fornecimento de combustível e de serviços complementares: restaurantes, lojas, etc. No oeste do Paraná, existe o Roteiro Integrado da região do Lago do Itaipu, que possibilita a participação em atividades como expedição de observação de fauna e flora. Neste roteiro está incluído o "Caminho das Águas", no qual através de estruturas náuticas de lazer, as populações ribeirinhas podem mostrar aos turistas suas particularidades culturais. Envolve dezesseis municípios da região oeste do Paraná.

Caça e Pesca - Esta atividade esportiva tradicional está sujeita a normas, licenças e permissões que adotadas pelas autoridades competentes nos diferentes países que têm reservas importantes de animais. Quanto à caça, independentemente de seu porte, existe a regulamentação geográfica e temporal com as correspondentes autorizações e proibições, visando preservar as diferentes espécies. Quanto à pesca, as características são similares às da caça, tanto no que se refere à em rios como represas e mares.O Paraná possui diversos lugares que possibilitam a prática da pesca e caça de animais exóticos,

Turismo de Sol e Mar

O Paraná apesar de possuir uma faixa litorânea pouco extensa, oferece ao visitante, cidades com infra-estrutura turística capazes de receber mais de 1 milhão de visitantes na alta temporada: reservas ecológicas onde ainda podem ser encontradas espécies raras de flora e fauna, além de belas praias, ilhas e baías, que propiciam momentos de lazer, a prática de esportes náuticos, pesca esportiva, etc. Tudo isto faz com que o litoral paranaense tenha lugar de destaque neste segmento. No entanto esta modalidade de turismo no Paraná tem como principal característica sua sazonalidade, pois como o nome já sugere, ocorre durante o verão, na alta temporada onde um grande deslocamento de pessoas, se alojam em sua maioria em residências próprias, alugadas, hotéis, pousadas, entre outros, sendo que na baixa temporada, a tendência é de relativa ociosidade dos equipamentos urbanos, turísticos e de lazer.

Principais praias:

Guaraqueçaba possui infra-estrutura modesta e tem como principais atrativos turísticos: a Reserva Natural do Salto Morato - RPPN;

Guaratuba apresenta um grande número de belas praias e outros atrativos como: a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso construída no século XIX;além de passeios de barco por suas ilhas como a do Saí, do Itacolomi e do Capim. As principais praias do município são: Prainha, Brejatuba, Coroados, Caieiras, Central, do Cristo, entre outras.

Matinhos conta com 22 km de praias, que propiciam boas condições para o lazer e para a prática do surfe. Seu principal Balneário é o de Caiobá, considerado um dos mais urbanizados do litoral paranaense.

Paranaguá foi fundada em 1570 e é a cidade mais antiga do Paraná, oferece aos visitantes passeios de barco pela Baía de Paranaguá e por suas principais ilhas, da Cotinga, dos Valadares e a do Mel que merece destaque por ser uma Estação Ecológica ou Unidade de Conservação (UC) do Paraná e é considerada uma das mais belas do país, ela abriga 25 praias que proporcionam aos visitantes momentos de lazer e aventura por suas trilhas, matas, morros, mangues e ilhas próximas, além de um passeio pela história do Paraná na Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres construída em 1767 e o Farol das Conchas construído em 1872.

Pontal do Paraná é um dos municípios litorâneos de maior fluxo de turistas, possui 48 balneários onde se destacam: Pontal do Sul com praias de areia fina e clara, que abriga o Centro de Estudos do Mar/UFPR (Universidade Federal do Paraná) que realiza trabalhos de pesquisas avançadas sobre as potencialidades do litoral paranaense, a Ilha Galheta bom lugar para pesca, além do principal terminal de embarque para Ilha do Mel; Praia de Leste com praias de areia branca e águas claras; Shangri-lá possui uma extensa faixa de areia e ondas que propiciam a prática de surfe; Ipanema é o mais movimentado durante a temporada, oferece várias opções noturnas, sendo mais freqüentado por jovens.

Agradecimentos: SETU - Secretaria de Estado do Turismo e Instituto Municipal de Turismo da Cidade de Curitiba.

Fotos Paraná

Panoramio Fotos são protegidas por direitos autoriais por seus proprietários.

Vídeo Paraná