Ilha de Marajó (Pará)

Hotéis e Pousadas

Situado na fronteira da Amazônia com o Oceano Atlântico, impressiona seus visitantes pela beleza das praias e sua cultura singular. A Ilha de Marajó, situada no estado do Pará e cercada pelos rios Amazonas, Tocantins e pelo oceano Atlântico, ainda é pouco conhecida pelos turistas. A variedade da fauna é uma das grandes atrações da Ilha: são as mais diversas aves, peixes, macacos, capivaras, mas com certeza, as manadas de búfalo se destacam como símbolo da região.


Mapa

Marajó, na foz do Rio Amazonas, é o maior arquipélago fluvial do mundo, com aproximadamente 50.000 km2. Ele é formado por três ilhas: Mexiana, Ilha Grande de Gurupá, Caviana, um dos pontos mais atingidos pela violência da pororoca, e Marajó.

Marajó pode ter sido o primeiro ponto do território brasileiro visitado pelos europeus da era dos Descobrimentos em 1498, dois anos antes da expedição portuguesa de 1500 chegar a Cabrália. Mas o visitante, o cartógrafo e navegador lusitano Duarte Pacheco Pereira se passou mesmo pela ilha, se fez de desentendido. Pisava em território espanhol, de acordo com os limites estabelecidos pelo Tratado de Tordesilhas.

A maior ilha fluviomarinha do mundo tem várias praias com dunas de areias claras, apresentações de danças folclóricas (carimbó e lundu) e restaurantes de comidas típicas. O artesanato da região é muito rico e procurado. Nas grandes planícies são criados búfalos, que, além da carne e do couro, ainda são um meio de transporte. O relevo plano pode ser observado no trajeto até Cachoeira do Arari, onde fica o Museu de Marajó. Outra atração é se hospedar em algumas fazendas da ilha e acompanhar o dia-a-dia dos trabalhos.

Selvagem e pouco conhecida , Marajó é um dos santuários ecológicos mais preservados da Amazônia. Cavalos e búfalos são os meios de transporte mais comuns.

O arquipélago do Marajó possui 13 municípios, sendo Soure o mais procurado pelos visitantes. A ilha tem poucos restaurantes, todos bem simples. É normal o próprio dono preparar a comida e servir a mesa. As acomodações oscilam entre razoáveis e boas nos seus poucos (e disputados) hotéis e pousadas. Outra forma de conhecer Marajó é através de suas fazendas, tendo o fazendeiro como guia, para ver de perto o dia-a-dia dessas propriedades, algumas com dezenas de milhares de hectares, onde o tempo parece atrelado à natureza.

Marajó fica a poucos quilômetros de Belém e só dá para chegar até lá de avião ou barco.

Como chegar

O ideal para quem vai para Ilha de Marajó é ir de avião até Belém. Os vôos são feitos pelas seguintes cias. aéreas: Penta, Suriname Airways, TAM, Transbrasil, Varig/Nordeste e Vasp. De Belém para Ilha de Marajó deve-se pegar um barco. Para quem quiser ir de carro há o ferry boat que sai diariamente de Belém para Camará. Há também a opção de ir de lancha (funciona de segunda a sábado). De Camará para Soure é necessário pegar mais uma balsa que atravessa o Rio Paracauari.

Atrativos

Museu do Marajó
Praia do Pesqueiro
Praia do Araruna
Praia Grande (Salvaterra)
Praia de Joanes/Monsarás
Fazenda Bom Jesus

Informações Úteis

Informações Turísticas: (91)3242-0033
Bancos: BB, Basa.

Distâncias

São Paulo: 3453km
Rio de Janeiro: 2933km
Belo Horizonte: 3027km
Brasília: 2347km
Salvador: 2149km
Porto Alegre: 4619km

Agradecimentos: Ministério do Turismo.

Fotos Ilha de Marajó

Panoramio Fotos são protegidas por direitos autoriais por seus proprietários.


Você esteve aqui?