Mato Grosso do Sul

Hotéis e Pousadas

O Estado de todos os destinos. Mato Grosso do Sul não tem limites para o turismo. É um estado surpreendente, que possui imenso potencial a ser explorado. Cheio de cores, luzes, sons, aromas, sabores, sotaques e tradições. Possui a flora e fauna mais exuberante deste planeta. Um Estado regido pelas águas, cujas belezas naturais ultrapassam os limites de Bonito/Serra da Bodoquena. Percorre todo o Pantanal. Perpassa pelos 78 municípios do estado, e chega em Campo Grande, centro propício ao turismo de negócios.

Principais Destinos

Outras cidades

O povo sul-mato-grossense é um atrativo à parte. Formado pela mistura de paraguaios, bolivianos, libaneses, sírios, espanhóis, árabes, japoneses e indígenas, que se somam à multiplicidade de raças que constituem o sul-mato-grossense. Gente de hábitos simples, mas com muito charme e encanto. As belas cidades do interior do estado preservam a tradição e cultura do homem e da mulher pantaneira.

E a segunda maior população indígena do Brasil também está aqui, no Mato Grosso do Sul. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam cerca de 60 mil índios, distribuídos em 28 municípios que compõem as etnias Guarani Kaiowá, Guarani Nhandena, Terena, Kadiwéu, Guató, Ofaié-Xavante, Kamba, Kinikinao e Atikum.

Mato Grosso do Sul conta com uma rede hoteleira, composta por hotéis, pousadas, motéis, albergues e áreas para camping. Possui bares e restaurantes prontos para atender do mais simples ao mais sofisticado paladar.

Dotado de moderno complexo de equipamentos e infra-estrutura de alta qualidade, com inúmeras opções para fazer compras, lazer e entretenimento. Dispõe de aeroportos e rodoviárias que facilitam a chegada de pessoas de todos os cantos do Brasil e do mundo.

Mato Grosso do Sul é bom para férias, descanso, cultura, esportes e aventura. Excelente para negócios e eventos. Propício para estudos científicos, para contemplação e investimentos e para o turismo. Mato Grosso do Sul é o Estado de todos os destinos.

Venha viver e conhecer Mato Grosso do Sul.

Onde se localiza:

Mato Grosso do Sul localiza-se na região Centro-Oeste do Brasil, faz divisa Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal. Também com Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Goiás e Mato Grosso. E faz fronteira ao sul com dois países: Bolívia e Paraguai. Através dos rios Paraguai e Paraná, liga-se à Argentina e Uruguai, constituindo-se em importante corredor estratégico de ligação entre o pólo econômico.

Conheça as regiões turísticas e embarque nesta inesquecível viagem rumo ao universo sul-mato-grossense.

Roteiro Travessia do Pantanal:

Esse roteiro une novamente, através do Pantanal, os estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Abrange os municípios de Campo Grande, Corumbá, Ladário e Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul. Cuiabá, Cáceres, Várzea Grande e Poconé, no Mato Grosso. A maior parte do trajeto é feita a bordo de um barco-hotel, numa inesquecível viagem pelo rio Paraguai.

O turista chega em Campo Grande , conhece as belezas da capital sul-mato-grossense. Depois segue viagem para Corumbá*, município a 420 Km da capital, onde poderá visualizar de perto as riquezas histórico-culturais do Forte Coimbra e a arquitetura do Casario do Porto. Em seguida irá descobrir os encantos da Serra do Amolar. Vivenciar práticas da cultura pantaneira em Ladário e Porto Murtinho. Depois poderá conferir de perto toda a exuberância da fauna e flora do Pantanal, que fazem desse roteiro um programa imperdível.

Roteiro que contempla o turismo histórico, cultural, de ecoturismo, de lazer e de pesca esportiva.

* Localizada às margens do rio Paraguai, próxima a Puerto Suarez, Corumbá, município a 420 Km de Campo Grande, foi palco da guerra do Paraguai, na fronteira com a Bolívia. Cidade histórica, muito procurada por seu artesanato em cerâmica, couro, lã, e boa estrutura turística.

Rota Turística Bioceânica

Esta rota liga o Brasil, por Mato Grosso do Sul, à Argentina, Chile, Bolívia, Paraguai e Peru.

Em Mato Grosso do Sul, o roteiro via aérea pode ser feito por Campo Grande, Bonito ou Corumbá. Mas o turista pode optar pelo transporte rodoviário. Ir a Miranda, Porto Murtinho, Aquidauana, Bodoquena, Bonito ou Jardim, no Brasil. Depois chegar a Santa Cruz de La Sierra e La Paz , na Bolívia; Cuzco e Machu Picchu no Peru; Iquique e Antofogasta no Chile; Assucion no Paraguai ou Salta, na Argentina.

O visitante vai encontrar belezas naturais, rios piscosos, ecossistemas únicos no mundo e biodiversidade preservada, além de conhecer os costumes e tradições da cultura latina americana.

Ecoturismo do Pantanal ao Iguassú

Encontro das águas. Este é o elemento que integra o roteiro que passa pelas grutas e cachoeiras na região de Bonito-Serra da Bodoquena (MS), pela maior planície alagada do mundo, o Pantanal Sul (MS) até as Cataratas de Foz do Iguaçu e municípios lindeiros, às margens do Lago de Itaipu, no Paraná.

Em Mato Grosso do Sul envolve as cidades de Campo Grande, Corumbá, Porto Murtinho, Miranda, Aquidauana, Bonito e Jardim.

De todas as atrações que o roteiro oferece são considerados programas imperdíveis: a flutuação nas águas cristalinas de Bonito, observação às espécies raras de pássaros no Pantanal e visita às espumantes cataratas do Iguaçu.

Rota Pantanal – Bonito

Neste roteiro as atividades ecoturísticas e de aventura são exploradas em diferentes localidades da região, nos passeios por trilhas ecológicas, safáris fotográficos, pesca esportiva e turismo rural. Ou entre as grutas que escondem lagos subterrâneos, aquários naturais de águas límpidas utilizadas para mergulho, onde peixes multicoloridos nadam tranqüilos.

Além dos rios e cachoeiras, há sítios arqueológicos nos quais encontram-se fósseis de animais pré-históricos: Jardim, Bonito, Bodoquena, Corumbá, Miranda, Aquidauana, Anastácio e Porto Murtinho são os municípios deste roteiro.

Além dos roteiros turísticos internacionais, em Mato Grosso do Sul são trabalhados os roteiros abaixo:

Campo Grande e região

Roteiro Agro-Tecnológica

Engloba a região turística de Campo Grande e os municípios de Sidrolândia, Terenos, Aquidauana, Miranda e Corumbá.

Estão incluídas visitas às empresas que utilizam tecnologia de ponta na agricultura, agropecuária e agroindústria. O visitante poderá ir às fazendas de ordenha de gado leiteiro, plantio de soja e algodão, e conferir de perto como é feito o melhoramento genético, através da transferência de embriões em gado de corte.

Novas tecnologias, como a sexagem, micromanipulação de embriões, fecundação ‘in vitro‘, entre outras modernas técnicas de aprimoramento genético bovino, desenvolvidas por pecuaristas da região, são atrativos oferecidos ao turista.

Bonito/Serra da Bodoquena


Roteiro Bonito das águas cristalinas e das aventuras:

Esse roteiro é muito procurado para quem gosta de aventura, esporte e contemplação.Presente nos municípios de Jardim, Bonito e Bodoquena. Tem como principais atrativos o entretenimento e aventura na natureza: caminhadas, rapel, mergulho, arvorismo e rafting. Nestas cidades, o roteiro inclui flutuação pelos rios da região, mergulho e rapel em carvernas e passeio nas grutas de São Miguel e Lago Azul.

O roteiro prevê ainda rapel no Buraco das Araras. E o turista pode se deliciar com a observação de aves, nos passeios pelas inúmeras trilhas, mergulho de flutuações, visitas as grutas e cachoeiras.

Em Bonito o roteiro inclui flutuação nos rios Sucuri, Prata e Formoso, passeios pelos parques ecológicos da região, trilha nas águas dos balneários e estâncias, mergulho em caverna e visita as grutas de São Miguel e do Lago Azul.

Nos municípios desta região turística os centros históricos e culturais são as principais atrações, aliados ao ecoturismo e ao turismo de lazer.

Pantanal Sul:

Os roteiros turísticos pantaneiros oferecem infinitas opções. No Pantanal você pode cavalgar pelos pântanos e campos floridos, ou no cerrado para ver tortuosas árvores de casca grossa e belas flores dos ipês, camalotes. Também pode pescar, nadar, observar borboletas multicores, olhar animais, como jacarés, capivaras, antas, tamanduás.

No Pantanal é possível fotografar pássaros exóticos, como os colhereiros, tuiuiúis, biguás, garças e imensas araras azuis. Também caminhar em trilhas rústicas, de natureza quase intocada.

Confira os roteiros pantaneiros:

1.Roteiro Pantanal de Aquidauana:

Este roteiro compreende os municípios de Campo Grande, Aquidauana, Anastácio e Rio Negro. Os turistas vão encontrar turismo ecológico, cientifico, rural e de pesca esportiva. A contemplação da flora e fauna pantaneiras, os passeios pelas trilhas, as cavalgadas, os passeios de barco, os safáris fotográficos e o convívio com as famílias que moram na região são os principais atrativos do roteiro repletos belezas naturais inigualáveis.

2. Roteiro Pantanal do Rio Negro e região:

Inserido no Pantanal do Rio Negro, abrange os municípios de Campo Grande, Aquidauana e Rio Negro. O Roteiro é ideal para quem procura ecoturismo, turismo cientifico, de pesca e rural.Os principais atrativos são observação da flora e fauna, trilhas, cavalgadas e pesca esportiva. Estão incluídos visitas aos hotéis fazendas da região do pantanal para safári fotográfico, cavalgada pantaneira, passeio de barco e ainda a contemplação do Rio Negro, um dos mais importantes rios da malha hidrográfica do Pantanal.

3. Roteiro do Pantanal da Nhecolândia e Vazantes:

No Pantanal da Nhecolândia, esse roteiro abrange os municípios de Campo Grande, Aquidauana, Rio Negro e Corumbá. Tem como principais segmentos o ecoturismo, o turismo cientifico, rural e eqüestre. Apresenta como atrativo a observação da flora e fauna, trilhas, cavalgadas e práticas culturais pantaneiras, numa perfeita integração com os costumes e com a população local. Os passeios a cavalo são opções imperdíveis nesse roteiro.

4. Roteiro Pantanal do Rio Miranda (Ecológico e Rural)

O roteiro abrange os Pantanais de Aquidauana e Miranda e inclui os municípios de Campo Grande, Miranda e Aquidauana. Tem como segmentos o ecoturismo, o turismo científico, a pesca esportiva, o turismo rural e eqüestre. Seus principais atrativos são a observação da flora e fauna e a integração da atividade rural com a natureza. As trilhas, cavalgadas e práticas culturais pantaneiras estão incluídas como opções de lazer.

5. Roteiro Pantanal do Abobral e Estrada Parque

Passa pelos pantanais Miranda, Abobral e Paraguai. Abrange os municípios de Campo Grande,Miranda e Corumbá. As principais atrações são: contemplação da flora e fauna, trilhas, cavalgadas e atividades que integram o turista com as manifestações culturais pantaneiras. Nesse roteiro estão incluídas visitas a hotéis fazendas da região do pantanal, safári fotográfico, cavalgada pantaneira, trilhas, passeio de barco e observação da natureza. O safári fotográfico pela região, passando pela Estrada Parque é um passeio imperdível.

6.Roteiro Pantanal do Rio Paraguai - Corumbá

Incluem os pantanais do Paraguai, Abobral e Nabilique, nos municípios de Corumbá, Ladário e Porto Murtinho. Nesse roteiro está programado um city-tour pelas cidades de Corumbá e Ladário, passeio em barcos-hotéis no rio Paraguai, safári fotográfico, pesca esportiva e passeio em pequenos barcos.

7.Roteiro Histórico e Cultural no Pantanal Sul

No Pantanal do Rio Paraguai, abrange os municípios de Miranda, Corumbá e Ladário. Além das belezas naturais a região tem grande importância para o Turismo cultural brasileiro. Suas principais atrações incluem passeios pelo Casario do Porto Geral, Forte Coimbra, Forte Junqueira e outras edificações históricas do local.

8.Roteiro Pesca Esportiva no Pantanal Sul

Aqui acontece o Turismo de Pesca Esportiva. Incidem em Aquidauana, Miranda, Corumbá, Ladário e Porto Murtinho. Tem como atrativo a grande diversidade e abundância de peixes. O pantanal abriga aproximadamente 235 espécies de peixes. No roteiro estão incluídos passeios pelas cidades, com visitas aos centros históricos e outros atrativos das cidades, passeios de barcos, safári fotográfico e, principalmente, a pesca esportiva.

Agradecimentos:

Gerência de Comunicação Social
Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul

Fotos Mato Grosso do Sul

Panoramio Fotos são protegidas por direitos autoriais por seus proprietários.

Vídeo Mato Grosso do Sul